novembro azul

Novembro Azul: ações de saúde corporativa

11 novembro, 2021

O Novembro Azul surgiu na Austrália, no ano de 2003, a partir da necessidade de conscientizar a população acerca da saúde do homem. Dois amigos, Travis Garone e Luke Slattery, deixaram seus bigodes crescerem, com o objetivo de chamar a atenção para o movimento que criaram. 

No ano seguinte, foi criada a Movember Foundation ― junção de mustache (bigode) e november (novembro) ― uma organização sem fins lucrativos que visava a arrecadação de fundos para o combate ao câncer de próstata. Também foi criada uma plataforma online para receber doações, na qual os homens podiam compartilhar fotos da evolução de seus bigodes durante o mês.

No Brasil, o Novembro Azul passou a ter visibilidade a partir do ano de 2008, quando foi trazido ao país pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, em conjunto com a Sociedade Brasileira de Urologia.

Considerando que o câncer de próstata é o segundo mais recorrente em homens brasileiros, e 1 a cada 36 homens vem a óbito devido à doença, este é um assunto muito importante para a saúde pública e privada.

Quer saber mais sobre ações preventivas em relação ao câncer de próstata e que tipo de ações as corretoras de saúde e empresas podem promover sobre o tema? Vem com a gente neste artigo!

Novembro azul nas corretoras de saúde e administradoras de benefícios

O papel das corretoras de saúde e administradoras de benefícios vai muito além da venda pura e simples ― é necessário olhar para o pós-venda e saber que, naquele contrato, você está lidando com a vida de uma pessoa.

A gestão de saúde está aí para trazer um diferencial. Muito mais do que cuidar e analisar as apólices, é preciso promover ações preventivas para seus clientes, visando o bem-estar daquelas pessoas. Proporcionar qualidade de vida é uma ótima maneira de reter e fidelizar clientes.

No caso de apólices PJ, o papel da corretora de saúde é apoiar a empresa e se dispor a ajudar na realização das ações de saúde, acompanhando os resultados a curto, médio e longo prazo em conjunto com ela. Dessa maneira, além de reduzir os custos com a sinistralidade, a corretora favorece um ambiente de trabalho saudável e mantém a empresa como cliente.

novembro azul

Leia também: Calendário de eventos do setor de seguros no mês de novembro

Quais ações preventivas a empresa e a corretora podem promover no Novembro Azul?

Agora que você já tem mais conhecimento sobre o movimento Novembro Azul e por que promover ações preventivas, confira o que a empresa e a corretora podem fazer em conjunto para colocar essas ações na prática:

  • Isentar os funcionários e os dependentes do sexo masculino da coparticipação na realização dos exames de toque retal e do exame de sangue para avaliar a dosagem do PSA (antígeno prostático específico) durante o período do Novembro Azul;
  • Realizar contato telefônico com os beneficiários reforçando a importância dos exames e a isenção da coparticipação durante o período;
  • Promover palestras com médicos e especialistas em saúde;
  • Divulgar conteúdos por e-mail e canais de comunicação oficiais da empresa, com foco em reforçar a mensagem sobre a importância de quebrar o estigma sobre os cuidados que homens devem tomar com a própria saúde, dando um destaque para a prevenção.

A Wellbe pode ajudar sua corretora!

Através de uma plataforma B.I. com relatórios completos voltados para sua gestão de saúde, você terá todos os dados que precisa para auxiliar seu cliente a otimizar a saúde corporativa, além de reduzir até 50% do trabalho operacional da sua corretora de saúde.

Por meio de uma de nossas funcionalidades, você pode identificar os beneficiários que não realizaram exames de PSA e analisar o nível de procura por urologistas, possibilitando direcionar as ações de saúde de acordo com os dados extraídos.

Quer saber mais? Baixe o nosso guia de Novembro Azul! 

E aí, o que achou do artigo? Sua corretora já promove ações relacionadas ao Novembro Azul? Compartilha com a gente nos comentários! 💬

Leia também

Deixe seu comentário

O Novembro Azul surgiu na Austrália, no ano de 2003, a partir da necessidade de conscientizar a população acerca da saúde do homem. Dois amigos, Travis Garone e Luke Slattery, deixaram seus bigodes crescerem, com o objetivo de chamar a atenção para o movimento que criaram. 

No ano seguinte, foi criada a Movember Foundation ― junção de mustache (bigode) e november (novembro) ― uma organização sem fins lucrativos que visava a arrecadação de fundos para o combate ao câncer de próstata. Também foi criada uma plataforma online para receber doações, na qual os homens podiam compartilhar fotos da evolução de seus bigodes durante o mês.

No Brasil, o Novembro Azul passou a ter visibilidade a partir do ano de 2008, quando foi trazido ao país pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, em conjunto com a Sociedade Brasileira de Urologia.

Considerando que o câncer de próstata é o segundo mais recorrente em homens brasileiros, e 1 a cada 36 homens vem a óbito devido à doença, este é um assunto muito importante para a saúde pública e privada.

Quer saber mais sobre ações preventivas em relação ao câncer de próstata e que tipo de ações as corretoras de saúde e empresas podem promover sobre o tema? Vem com a gente neste artigo!

Novembro azul nas corretoras de saúde e administradoras de benefícios

O papel das corretoras de saúde e administradoras de benefícios vai muito além da venda pura e simples ― é necessário olhar para o pós-venda e saber que, naquele contrato, você está lidando com a vida de uma pessoa.

A gestão de saúde está aí para trazer um diferencial. Muito mais do que cuidar e analisar as apólices, é preciso promover ações preventivas para seus clientes, visando o bem-estar daquelas pessoas. Proporcionar qualidade de vida é uma ótima maneira de reter e fidelizar clientes.

No caso de apólices PJ, o papel da corretora de saúde é apoiar a empresa e se dispor a ajudar na realização das ações de saúde, acompanhando os resultados a curto, médio e longo prazo em conjunto com ela. Dessa maneira, além de reduzir os custos com a sinistralidade, a corretora favorece um ambiente de trabalho saudável e mantém a empresa como cliente.

novembro azul

Leia também: Calendário de eventos do setor de seguros no mês de novembro

Quais ações preventivas a empresa e a corretora podem promover no Novembro Azul?

Agora que você já tem mais conhecimento sobre o movimento Novembro Azul e por que promover ações preventivas, confira o que a empresa e a corretora podem fazer em conjunto para colocar essas ações na prática:

A Wellbe pode ajudar sua corretora!

Através de uma plataforma B.I. com relatórios completos voltados para sua gestão de saúde, você terá todos os dados que precisa para auxiliar seu cliente a otimizar a saúde corporativa, além de reduzir até 50% do trabalho operacional da sua corretora de saúde.

Por meio de uma de nossas funcionalidades, você pode identificar os beneficiários que não realizaram exames de PSA e analisar o nível de procura por urologistas, possibilitando direcionar as ações de saúde de acordo com os dados extraídos.

Quer saber mais? Baixe o nosso guia de Novembro Azul! 

E aí, o que achou do artigo? Sua corretora já promove ações relacionadas ao Novembro Azul? Compartilha com a gente nos comentários! 💬