plano de saúde empresarial

Plano de saúde empresarial: guia completo

05 outubro, 2021

De acordo com uma pesquisa feita pelo Ibope em 2019, o plano de saúde empresarial é um dos benefícios mais desejados pelos brasileiros.

O bem-estar dos colaboradores deve ser uma das prioridades de qualquer empresa, e o plano de saúde é uma ótima maneira de garanti-lo. É comprovado que colaboradores mais saudáveis são mais produtivos. Quando a empresa oferece um plano de saúde e executa ações preventivas, isso mostra como ela se importa com seus funcionários, consequentemente tornando-os mais fiéis ao propósito da empresa e com maiores chances de permanecerem na corporação por mais tempo.

Entenda como funciona o plano de saúde empresarial, como contratá-lo, vantagens e muito mais!

O que é plano de saúde empresarial?

O plano de saúde empresarial é um plano de saúde coletivo destinado ao quadro de sócios e colaboradores da empresa. O plano, através de uma operadora de plano de saúde, possibilita o acesso a coberturas e procedimentos em uma rede credenciada ou própria de profissionais médicos, clínicas, hospitais e laboratórios através do pagamento de uma mensalidade.

A maioria dos planos de saúde empresariais permitem a inclusão de dependentes, como esposa, filhos e outros familiares dos colaboradores, conforme o grau de parentesco e de acordo com a legislação.

Os planos de saúde empresariais, assim como todos os outros, são regulamentados pela ANS, a Agência Nacional de Saúde Suplementar. A ANS é quem cria, evolui, fiscaliza e garante a aplicação das leis e regulamentos que guiam o setor da saúde suplementar.

Eles podem se diferenciar a partir de alguns critérios, como cobertura, rede, abrangência, acomodação e outros.

Como funciona a contratação do plano?

Quando se trata de um plano de saúde empresarial, é preciso ter um CNPJ ativo para a empresa contratante. Além disso, algumas operadoras de planos de saúde podem possuir um número mínimo de vidas como condição para a contratação do plano. Esse mínimo, geralmente, é de 4 ou 5 vidas.

Estão elegíveis para o plano de saúde somente pessoas com vínculo à empresa, como sócios, colaboradores, estagiários ou menores-aprendizes e também seus dependentes.

A contratação do plano de saúde empresarial pode ser feita através da corretora de saúde ou uma administradora de benefícios, que fazem a intermediação entre a empresa e a operadora de planos de saúde. 

Quais são os documentos necessários para contratar o plano de saúde empresarial?

No caso de empresas, estes são alguns dos documentos necessários para a contratação de um plano de saúde:

  • Documentos pessoais dos responsáveis legais pela empresa, como identidade, CPF e comprovante de residência;
  • Número do CNPJ (que deve estar ativo), cópia da Inscrição Estadual e/ou Municipal, cópia do contrato social da empresa;
  • Lista de funcionários no FGTS, com mês vigente quitado;
  • Documentos de dependentes, como RG, CPF, certidão de casamento e certidão de nascimento;
  • Para cada funcionário, CAGE, lista do FGTS atualizada com o mês anterior, guia de recolhimento de FGTS atualizada e paga, além de cópias do RG e do CPF.

Sobre as coberturas e segmentações dos planos de saúde

As coberturas nos planos de saúde geralmente são variáveis e dependem do plano contratado, exceto quando se trata do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS. O Rol de procedimentos  estabelece a cobertura assistencial obrigatória a ser garantida nos planos privados de assistência à saúde.

O Rol de Procedimentos é atualizado a cada dois anos conforme consultas públicas e políticas de saúde. Entretanto, os planos de saúde não precisam oferecer apenas o que está contido no rol de procedimentos e, inclusive, é aí que cada plano se diferencia.

Na hora de decidir qual plano de saúde contratar, é sempre bom analisar a segmentação assistencial. A segmentação define os tipos de atendimentos cobertos pelo plano. Alguns tipos de segmentações assistenciais são:

  • Cobertura ambulatorial: garante consultas médicas em clínicas e consultórios, exames, tratamentos considerando apenas procedimentos de baixa complexidade e que não oferecem risco à vida. Esse plano cobre atendimentos de emergência limitados às primeiras 12 horas e, no caso de necessidade de procedimentos exclusivos na cobertura hospitalar, quem paga é o paciente.
  • Cobertura hospitalar (com ou sem obstetrícia): cobre a internação hospitalar, podendo conter ou não atenção ao parto. No caso de cobertura obstetrícia, ela é estendida ao recém-nascido, sendo filho biológico do contratante ou dependente, durante o primeiro mês pós-parto.
  • Plano de Referência: inclui a assistência médico-ambulatorial e a hospitalar com obstetrícia, com acomodação em enfermaria. O plano foi instituído pela Lei n° 9.656/98 e obrigatoriamente permite o atendimento de urgência e emergência integral após 24h de contratação.
plano de saúde empresarial

Plano de saúde empresarial opcional ou compulsório?

Outro critério importante na decisão do plano de saúde é a modalidade de inclusão contratada, podendo ser opcional ou compulsória.

Na modalidade opcional, o plano de saúde pode ser direcionado para um grupo específico de colaboradores e eles podem escolher optar ou não pelo plano de saúde. A flexibilidade oferecida é a maior vantagem dessa modalidade.

Na modalidade compulsória, todo o quadro de funcionários é obrigatoriamente incluído no contrato do plano de saúde, exceto aqueles que já possuem planos individuais (porém é necessário comprovar a obtenção do plano). Planos incluídos nessa modalidade tendem a ser mais baratos.

Como escolher o melhor plano de saúde empresarial?

Além do que já foi citado acima, como coberturas e modalidade, há outros fatores a serem considerados antes de contratar o plano de saúde mais adequado para sua empresa, como:

Abrangência do plano de saúde

A abrangência se trata da cobertura geográfica do plano. Alguns planos de saúde podem ter abrangência municipal, regional, estadual e até nacional.

Para isso, é bom ter em consideração a localização do seu quadro de funcionários. Caso seus colaboradores estejam espalhados pelo Brasil, um plano de saúde com abrangência nacional é a melhor escolha, mas, caso estejam concentrados em apenas um estado, um plano de saúde com abrangência estadual é o suficiente.

Tipos de acomodação

Outro fator decisivo é o tipo de acomodação incluído no plano, que diz respeito ao tipo de acomodação que você e os colaboradores da empresa terão na ocasião de uma internação hospitalar ― caso, é claro, o plano contratado inclua cobertura hospitalar ― podendo ser uma acomodação enfermaria ou apartamento.

No caso da acomodação enfermaria, o paciente fica em um quarto compartilhado do hospital, podendo dividir com outros pacientes do hospital. Já na acomodação apartamento, o quarto é privativo.

A acomodação enfermaria traz como vantagem o preço, que é mais baixo, mas a acomodação apartamento é mais confortável e oferece mais privacidade.

Coparticipação x reembolso

Outros critérios importantes para a contratação do plano são coparticipação e o reembolso.

A coparticipação é um valor cobrado do beneficiário relacionado ao uso de procedimentos cobertos pelo plano de saúde. Por exemplo, o beneficiário pode pagar uma parte do valor de uma consulta, enquanto o plano cobre a outra parte.

O objetivo da coparticipação é evitar a utilização excessiva ou indevida do plano de saúde. Planos com coparticipação tendem a ser mais baratos, já que diminuem, em parte, os gastos da operadora.

Já no reembolso, a operadora do plano de saúde retorna ao beneficiário o valor gasto em uma consulta feita em um especialista fora da rede credenciada. Geralmente, o paciente paga o valor ao médico e solicita o reembolso ao plano, de acordo com a tabela deste, porém nem sempre o custo total do exame ou consulta é reembolsado.

O reembolso é uma vantagem para os beneficiários que já têm profissionais de confiança fora da rede credenciada do plano de saúde, mas os planos que incluem reembolso tendem a ser mais caros.

Vantagens de contratar um plano de saúde empresarial

  • O plano de saúde foi considerado o benefício mais valorizado pelos colaboradores e para a obtenção de talentos.
  • O bem-estar é considerado o ponto mais importante nas organizações, segundo colaboradores.
  • Redução da carga tributária

Como reduzir os custos com plano de saúde

Embora o plano de saúde empresarial seja muito valorizado e necessário, os gastos com ele podem ser um ponto de alerta para as empresas. Para isso, é necessário fazer uma gestão de saúde corporativa eficiente, focada em otimização dos gastos e em prevenção.

A plataforma de inteligência de mercado da Wellbe auxilia na gestão de saúde empresarial de forma automatizada, possibilitando a redução de até 50% do trabalho operacional com essa gestãoe a redução de custos com os planos de saúde.

Conheça as nossas soluções para corretoras!

E aí, o que achou do texto? A sua empresa já oferece um plano de saúde aos colaboradores? Compartilhe com a gente nos comentários! 💬

Leia também


Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Lyiz
    abr 11, 2022

    Texto claro e expmicativo

    • Daniela
      maio 19, 2022

      Ficamos muito felizes que tenha gostado!