crescimento nos planos de saúde

Crescimento nos planos de saúde: já são 51 milhões de usuários

21 maio, 2024

Nos últimos tempos, tem sido observado um grande crescimento nos planos de saúde no Brasil. Prova disso são os dados recentes divulgados pela Agência Nacional de Saúde (ANS) que registrou, em março de 2024, 51.035.365 de beneficiários de convênios médicos e 32.734.438 em planos exclusivamente odontológicos.

Ao falarmos dos planos de saúde médico-hospitalares, houve um crescimento de 868.746 beneficiários em relação a março de 2023. Além disso, ao comparar março de 2024 com fevereiro de 2024, houve um aumento de 152.393 usuários. 

Mas afinal, o que todos esses números representam para o setor de saúde suplementar no Brasil? É sobre isso que falaremos abaixo. Acompanhe!

*Para conferir os dados completos sobre a utilização dos planos de saúde no país, acesse a Sala de Situação.

Crescimento nos planos de saúde no Brasil: tendências e impactos

O crescimento no número de beneficiários dos planos de saúde no Brasil reflete uma série de fatores que estão moldando o setor de saúde suplementar. Dentre eles, alguns aspectos merecem destaque:

Percepção da importância de ter um plano de saúde

O aumento nn busca por planos de saúde sinaliza uma crescente demanda por serviços de saúde de qualidade. Além disso, este aumento pode ser atribuído pela percepção de que contar com um plano de saúde é um benefício considerado extremamente importante por grande parte das pessoas.

E essa percepção ganha ainda mais força quando falamos de planos empresariais. Para se ter uma ideia, eles são responsáveis por cerca de 70% dos beneficiários dos planos no Brasil e, atualmente,  mais de 35 milhões de usuários dos planos de saúde têm um plano fornecido pela empresa na qual trabalham ou um plano para microempreendedores.

– Veja também: Crescimento da saúde suplementar: o papel dos planos de saúde corporativos

Crescimento dos planos odontológicos

Além dos planos médico-hospitalares, os planos exclusivamente odontológicos também viram um crescimento expressivo, totalizando 32.734.438 beneficiários em março de 2024.

Esse segmento específico tem atraído cada vez mais pessoas devido à conscientização crescente sobre a importância da saúde bucal. Além disso, costuma ter um custo mais acessível em comparação com os planos médicos completos.

Desafios e oportunidades para o setor com o crescimento nos planos de saúde

Com o aumento no número de beneficiários, surgem também novos desafios para o setor de saúde suplementar. 

Assim sendo, é importante que as operadoras busquem soluções que ajudem a manter a qualidade e a sustentabilidade dos serviços prestados. Isso implica investir em tecnologias de gestão e atendimento, além de expandir e melhorar a infraestrutura existente para atender à crescente demanda.

Integração com novas tecnologias

O setor de saúde suplementar está cada vez mais integrado com novas tecnologias, como a telemedicina, ferramentas de Business Intelligence (B.I) e a inteligência artificial, que podem melhorar a eficiência e a qualidade dos serviços prestados.

A telemedicina, por exemplo, teve uma adoção significativa durante a pandemia e continua sendo uma ferramenta importante para ampliar o acesso a consultas médicas e reduzir custos operacionais.

– Complemente a leitura com: Business Intelligence: o que é e sua importância para empresas

Cuidados de prevenção e conscientização devem estar alinhados com o crescimento nos planos de saúde

Além da telemedicina, o cuidado com o monitoramento remoto de pacientes, assim como ações de conscientização e prevenção ganham cada vez mais força. 

Dessa forma, eles ressaltam a importância de as pessoas terem mais conhecimento sobre a sua própria saúde e, também, adotarem hábitos que as auxiliem a prevenir internações e/ou questões mais graves. 

No fim, esse hábito é positivo tanto para os pacientes, que aumentam a sua qualidade de vida, quanto para o sistema de saúde suplementar no geral, que fica menos sobrecarregado. 

Atenção com as fraudes

O crescimento no número de beneficiários nos planos de saúde também acende um alerta para os cuidados com as fraudes no setor. 

Aliás, um levantamento feito pela FenaSaúde (Federação Nacional de Saúde Suplementar) revela que, em 2023, foram registradas 2402 fraudes no setor. Isso representa uma alta de 66% no número de casos em relação ao ano anterior.

– Confira: 4 maiores fraudes no plano de saúde

O papel da regulação

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) desempenha um papel de extrema importância na regulação do setor, garantindo que as operadoras cumpram as normas de qualidade e segurança. O crescimento no número de beneficiários também exige uma atuação mais ativa da ANS para monitorar e fiscalizar o mercado, assegurando que os direitos dos consumidores sejam respeitados.

Por fim, vale ressaltar que o crescimento nos planos de saúde apresenta tanto desafios quanto oportunidades para as operadoras e para os órgãos reguladores, que precisam se adaptar e inovar para atender às expectativas e necessidades de uma população cada vez mais consciente e exigente.

Para ficar sempre por dentro das principais novidades e atualizações referentes à saúde suplementar no Brasil, continue acompanhando o nosso blog! 

Leia também


Deixe seu comentário